terça-feira, 1 de abril de 2014

Ateus distribuem material antirreligioso em escolas

Decisão judicial abre precedente para ensino do ateísmo em escolas

Nos últimos anos, os cristãos perderam o espaço que sempre tiveram nas escolas americanas para levar a palavra de Deus. Isso ocorreu devido a uma série de leis estaduais e brigas jurídicas que impediram que esse tipo de trabalho continuasse acontecendo em muitos estados americanos e em outros países. Agora, uma decisão da corte pode abrir um novo precedente.

O grupo ateísta Tri-State Freethinkers ganhou o direito de distribuir literatura antirreligiosa em escolas de ensino primário usando a mesma premissa que possuem os Gideões Internacionais, um grupo missionário que tem representantes no mundo todo.

Na sexta-feira passada, o grupo foi autorizado a entregar exemplares do livro Humanismo, que é isso: Um Livro para Crianças Curiosas, escrito por Helen Bennett. Escrito em linguagem acessível ao público infantil e cheio de ilustrações coloridas, seu foco são crianças de primeira à quarta série.


Alguns pais cristãos já expressaram sua contrariedade. Carmen Foster, cujos filhos estudam numa escola pública cogitou deixar os filhos em casa na sexta-feira ao saber da decisão. “Eu trabalho duro todos os dias da minha vida como uma mãe para ensinar meus filhos no que nós acreditamos”, declarou.

Porém, mudou de ideia e deixou as crianças trazerem o material para casa “Quer queiramos ou não, nossos filhos vivem neste mundo. Eles vão se deparar com esse tipo de situação. É uma boa oportunidade para ensiná-los a lidar com isso”, justifica. O Tri-State Freethinkers teve o apoio da União Americana pelas Liberdades Civis para fazer a distribuição. O principal argumento é a separação constitucional entre Igreja e Estado. O grupo agora deseja ampliar seu alcance para outros Estados.
 
Fonte: Fé em Jesus

Nenhum comentário:

Postar um comentário