terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Bíblia é o energético de 40 mil jovens evangélicos

O projeto Arena Jovem é coordenado no Distrito Federal pelos bispos Lucas Cunha e de sua esposa, Priscila Rodovalho Cunha.

Uma multidão. Em todo o Brasil, cerca de 40 mil jovens se preparam para um Carnaval único. Não vão desfilar em Escolas de Samba, curtir as praias brasileiras ou as famosas estações de esqui europeias. Na folia que os espera, não há máscaras nem fantasias, também nada de álcool nem brigas. O único energético que nunca falta na mochila é a Bíblia. Dias 1, 3 e 4 de março, essa multidão vai participar da Conferência de Carnaval da Sara Nossa Terra, um encontro anual realizado pela igreja, simultaneamente em várias cidades do país, para reunir quem já está ou quer participar do projeto mais intenso e que mais cresce no ministério, o Arena Jovem. A maior concentração de todo o país acontecerá no Arena Hall, espaço de shows da SNT próximo a Brasília. A expectativa é reunir cerca de 12 mil participantes.

O projeto Arena Jovem é coordenado no Distrito Federal pelos bispos Lucas Cunha e de sua esposa, Priscila Rodovalho Cunha. O casal hoje lidera quase 20 mil jovens que seguem a Sara Nossa Terra no Distrito Federal, metade dos quais estão na Ceilândia.

Nessa comunidade, o projeto para os jovens fez prosperar sua própria banda, Arena Louvor. Vocalista? Priscila, com apoio do também compositor Weltin Araújo. Na Conferência de Carnaval, eles vão apresentar ao público seu mais novo CD, O impossível não existe. A produção ainda nem está disponível para venda e já tem mais de 30 mil reservas. Assim, mal o ano começou, e o Arena Louvor já espera o presente de Natal: o segundo Disco de Ouro da banda, prêmio para os grupos que vencem a marca de 40 mil cópias vendidas. A primeira premiação foi pelo CD Eu me ajoelho, de 2011.

Priscila e Lucas criaram o Arena Jovem da Ceilândia em 2007. Até então, pregavam no conforto do prédiosede da Sara Nossa Terra em São Paulo, localizado no bairro dos Jardins, vizinho da classe alta da capital. Assumiram a missão de construir o Arena na cidade satélite de Brasília, o desafio de conquistar milhares de adolescentes que viviam em situação de risco dos tipos mais variados. "Você quer saber o perfi dos jovens que estão aqui? Tem de tudo. Quer dizer tinha", corrige-se o Bispo Lucas. "Furto, tráfico de drogas, dependência química de tudo que é jeito até homicídio. Esse era o mundo deles. Agora estão aqui, com Deus."

Priscila canta “O Impossível"

Aos 37 anos, dos quais 12 dedicados à Sara, Priscila nasceu em um lar evangélico. É filha do casal Lúcia e Robson Rodovalho, também Bispos e presidentes da Sara Nossa Terra, ministério que tem cerca de 1.050 igrejas e 1,3 milhão de membros em todo o mundo. Casada e mãe de dois filhos, Priscila se formou em odontologia. Depois, decidida a seguir com o trabalho na igreja, partiu para o curso de psicologia, que lhe daria mais ferramentas para a rotina com os jovens. E foi assim, também como ferramenta, que começou a cantar. "Sempre tive a música presente, estudava piano quando era pequena, mas foi na Ceilândia quando ministrava no momento do louvor, que me envolvi realmente com a música", lembra. "Creio que a música é a maneira mais fácil de você tocar as pessoas, de fazer chegar à alma delas uma mensagem."

Muita música, louvor são indispensáveis, dão o tom da Conferência de Carnaval. O elenco de bandas gospel se apresenta entre uma e outra palestra de convidados. O Arena Louvor irá se apresentar na conferência em São Paulo, que aguarda o lançamento do CD "O impossível não existe”.

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

Nenhum comentário:

Postar um comentário