terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Bancada do DF no Congresso debate hoje crise na segurança


A bancada do Distrito Federal no Congresso – oito deputados federais e três senadores – fará uma audiência pública hoje, às 14 horas, com todos os envolvidos no setor de segurança pública do DF. O coordenador da bancada, deputado Luiz Pitiman (PSDB), disse que os parlamentares podem contribuir com entendimento entre o governo e a Polícia Militar, e acabar com a crise provocada pela "operação tartaruga" da PM.

A operação foi iniciada em outubro, quando PMs começaram a enfraquecer o policiamento ostensivo para cobrar aumento do salário e reestruturação da carreira. No último fim de semana, o Tribunal de Justiça do DF acatou o pedido do Ministério Público e declarou a operação ilegal. O descumprimento da decisão tem como pena multa diária de R$ 100 mil.

Foram convidados para a audiência os chefes da segurança pública no DF, associações ligadas à Polícia Militar, prefeitos comunitários, associações empresariais, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e especialistas em segurança pública da Universidade de Brasília (UnB).

De acordo com Pitiman, como a PM é regida por legislação federal e paga com recursos da União, a audiência no Congresso é pertinente. O importante, segundo ele, é que se reduza, em curto prazo, a incidência de violência no DF, que apenas no mês de janeiro registrou 68 homicídios e cinco latrocínios – mais de duas mortes violentas por dia. O número é 38,7% maior do que o registrado em janeiro do ano passado.

A audiência será realizada no Plenário 9 do anexo 2 da Câmara dos Deputados.
Da Redação - DC

Fonte: Agência Câmara Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário