terça-feira, 29 de outubro de 2013

Game estimula jogadores a praticar aborto


Está em produção, um novo game com uma proposta bastante polêmica, em comparação à experiência lúdica de outros jogos. "Choice Texas, A Very Serious Game" (Escolha Texas, Um Jogo Muito Sério, em tradução livre), jogo interativo a ser lançado em breve tem a meta de encorajar seus usuários a fazer um aborto sem receio.

Ao ser explicado por seus desenvolvedores, o game é apontado como uma forma de aprendizado sobre aborto, com a contribuição para a educação das mulheres por meio de uma experiência fictícia, de acordo com o site que divulga a produção.

"Embora classificado como ficção interativa, Choice Texas é baseado em uma extensa pesquisa sobre o acesso à saúde, as restrições legais, geografia e demografia da população feminina, e é um reflexo das circunstâncias reais enfrentadas pelas mulheres no país", detalha a descrição do jogo.

Na missão de Choice Texas, os jogadores tem a chance de selecionar entre cinco personagens, representadas por mulheres diante de diversos obstáculos geográficos, financeiros ou de saúde, até alcançar a etapa final, onde opta pela interrupção da gravidez.

Entre os exemplos de caracterizações, uma personagem é apresentada como uma bartender de 19 anos de idade que deseja acabar com sua gravidez após ter sido acometida por um estupro. Outra personagem é uma mulher é uma mãe que passa por complicações médicas por gravidez.

Ao passar a impressão sobre o jogo, Emily Horne, lobista do grupo Texas Right to Life (Texas Direito à Vida), conta que teme pela forma banal que o aborto passa a ser encarado depois do jogo.

"Estou muito triste com este jogo. Ele reduz o aborto para uma visão seca e simplista, além de ignorar completamente a voz do feto, que, obviamente, não tem voz de verdade ou perspectiva em torno de tudo isso", resume Horne.

A equipe responsável pelo game irá apresentar um protótipo de Choice Texas em uma conferência neste mês de outubro. Pela previsão, o jogo deve ser lançado em fevereiro de 2014.

O estado do Texas (EUA), cenário do game, teve a aprovação recente de uma lei que proíbe o aborto a partir da vigésima semana de gravidez, com exceção a casos em que a mulher esteja com sua saúde em perigo. A lei foi aprovada diante de muitos protestos, com 19 votos contra 11, segundo a imprensa local.
 
Fonte: Gospel Prime

Nenhum comentário:

Postar um comentário