terça-feira, 1 de outubro de 2013

Brasília abre encontro de proteção ao idoso


A ministra Maria do Rosário destacou ainda a importância da adoção de medidas que combatam a violência contra os idosos. Segundo Maria do Rosário, dois anos e meio após a criação de um canal exclusivo de denúncias de violência contra os idosos, o Disque 100, foram registradas 50 mil ocorrências desse tipo

Brasília - Adequar a prestação de serviços públicos aos idosos é a grande preocupação do governo federal, conforme explicou a ministra da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Maria do Rosário, ao participar ontem (30) da cerimônia de abertura do 3º Encontro Ibero-Americano sobre Direitos Humanos das Pessoas Idosas, em Brasília. "Já temos mais pessoas que ultrapassaram os 60 anos de idade do que crianças até 6 anos. É uma oportunidade de trabalharmos a qualidade de vida. A grande preocupação do governo é adequar os serviços continuados a essa mudança populacional em curso no país", disse.

A ministra destacou ainda a importância da adoção de medidas que combatam a violência contra os idosos. Segundo Maria do Rosário, dois anos e meio após a criação de um canal exclusivo de denúncias de violência contra os idosos, o Disque 100, foram registradas 50 mil ocorrências desse tipo. Dentre as mais recorrentes, estão a negligência, a violência psicológica e a exploração econômica.

"Essas denúncias nos dão a certeza de que nós temos que formar uma rede de atendimento em todos os municípios, integrando políticas públicas e fomentando [a implantação de] delegacias do idoso", explicou a ministra.

O ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo, também presente no evento, destacou a adoção, por parte do Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), de resolução que cria o mandato de perito independente sobre as pessoas idosas. "É um avanço significativo no sentido de incluir, em caráter permanente, os direitos das pessoas idosas na agenda internacional de direitos humanos", disse.

O encontro celebra os dez anos do Estatuto do Idoso e vai discutir a garantia de direitos para a população da terceira idade. O evento reúne especialistas brasileiros e de do Brasil e de mais 13 países, como a Espanha, Argentina, o Chile e a República Dominicana.
 
Fonte: Brasil247

Nenhum comentário:

Postar um comentário