quinta-feira, 27 de junho de 2013

É importante ter um propósito claro, diz Rodovalho sobre as manifestações

Ele pede para que as pessoas busquem pela paz fazendo uma reflexão sobre o que realmente é importante.



 O bispo Robson Rodovalho escreveu um texto para comentar as manifestações que tomaram as ruas do Brasil nas últimas semanas. O líder da Igreja Sara Nossa Terra elogiou a atitude dos jovens, mas ponderou que é necessário ter um objetivo claro nesses protestos.
Para ele mais importante do que sair às ruas é não ficar nelas quando não se tem um propósito ou quando esse propósito não for democrático. “É a partir da democracia que tudo se constrói. Todos temos descontentamentos, mas ‘ferver’ nas ruas, sem abrir o diálogo, tende a ser pior do que melhor”, disse.
Rodovalho ensina que é bom ter uma boa causa, pois uma causa sem propósito pode não dar bons resultados. O bispo então pede para que os leitores reflitam sobre o que pode reconstruir o sentido de Pátria, ensinando a ter fé e prestigiar a família.
“Esse é um momento de palavras, de expressão, sim. Mas fundamentalmente de reflexão”, disse ele.
Leia na íntegra:
Nesta semana, nada é mais importante do que refletir. Sugiro que outras agendas diferentes da reflexão fiquem nas mochilas de cada de nós.
Convido vocês a refletir comigo sobre como é importante ir às ruas. Mas como é igualmente importante não ficar nas ruas quando não se tem claro o propósito pelo qual lá se está, um propósito que antes de tudo seja democrático, porque é a partir da democracia que tudo se constrói. Todos temos descontentamentos, mas “ferver” nas ruas, sem abrir o diálogo, tende a ser pior do que melhor.
E, seguindo no meu convite a vocês, vamos refletir:
Sobre como é importante levantar todos os dias com a alegria de ter fé, de querer falar ao outro sobre essa fé. E assim construir um exército em boa causa, não em uma causa que, sem propósito, possa se prestar a despropósitos.
Sobre como é importante, com essa fé no coração, prestigiar a família. É isso que vai nos reconstruir com sentido de Pátria, a partir de nossa casa.
Sobre como, nos diz a Bíblia no livro de Amós, “de maneira imprevista, o profeta chega onde pretende julgar, denunciar o que está acontecendo no Reino”. A palavra ali é sobre injustiças sociais, idolatrias, atos de corrupção, enfim, algo muito semelhante ao que se diz haver em nosso país.
Por tudo isso, esse é um momento de palavras, de expressão, sim. Mas fundamentalmente de reflexão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário