quarta-feira, 10 de abril de 2013

Evangélicos Fazem Orações Na Sala Da Comissão De Direitos Humanos.


Evangélicos Fazem Orações Na Sala Da Comissão De Direitos Humanos

Religiosos chegaram cedo para ocupar cadeiras em reunião do colegiado. Eles disseram estar presentes para proteger ‘família dentro dos padrões’.
Cerca de 40 evangélicos chegaram cedo à sala de reunião da Comissão de Direitos Humanos da Câmara nesta quarta-feira (10) e fizeram orações antes da sessão, marcada para as 14h, começar. “Aleluia, glória Deus!”, disse uma senhora evangélica, sendo acompanhada por gritos de “amém”.
Em seguida, um jovem religioso falou para a plateia de evangélicos: “Nós temos um sonho, de proteger a família brasileira, a família dentro dos padrões.” Ele foi acompanhado por mais gritos de "amém" e "aleluia".
O único ativista gay que havia conseguido entrar na comissão às 13h30 desta quarta retrucou em alto tom. “Você sabe o que é amor? Eu sei. Tenho uma família há cinco anos com meu marido. Então não transformem isso aqui num culto, não, isso não é igreja!”.
Logo em seguida seguranças da Câmara intervieram e pediram silêncio. Por pressão do presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves, de líderes partidários e do próprio PSC, o presidente da Comissão de Direitos Humanos, Marco Feliciano (PSC-SP), decidiu reabrir as sessões da comissão para populares.
Na última quarta (3), ele havia conseguido aprovar requerimento para proibir a entrada do público nas reuniões.
Fonte: G1

Um comentário:

  1. É isso que tem que ser feito, o que o ativista que retrucou não sabe e não entende, é que para que é cristão de fato, igreja não é um templo, mas onde quer que esteja um cristão, ele representa Deus e o seu reino, e isso não é desatrelado de nenhuma área da vida do Cristão, muito menos a profissional....Parabéns aos parlamentares pela iniciativa!

    ResponderExcluir