segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Desmotivação no trabalho: confira as dicas para superar o problema

Falta de um plano de carreira ou de remuneração variável, desafios impossíveis, falta de reconhecimento nos trabalhos desenvolvidos, clima organizacional ruim e problemas pessoais. Esses são os motivos que mais levam os funcionários à desmotivação, segundo Fabíola Lago, community manager do Monster Brasil. O problema vem preocupando as empresas, que contabilizam os efeitos da desmotivação: baixa produtividade, atraso na entrega de tarefas, aumento da taxa de turnover, faltas constantes, falta de comprometimento e até sabotagens.

Dados de pesquisas sobre motivação individual extraídos da Universidade de Harvard mostram que um profissional pode passar a vida com um rendimento de 25% de sua capacidade de trabalho e ainda assim manter seu emprego. Entretanto, o mesmo indivíduo, motivado corretamente, aumenta seu desempenho e pode atingir 80% de sua capacidade.

Desta forma, diz Fabíola, os gestores precisam detectar quais são os colaboradores desmotivados e tentar reverter o quadro. Abaixo, confira alguns caminhos que as empresas podem seguir para conseguir manter os colaboradores motivados e empenhados no propósito de seus empregadores:

— Realizar pesquisas de clima organizacional com metodologia bem estruturada e análise aprofundada dos resultados.

— Implementar um plano de avaliação de desempenho com uma boa frequência.

— Elaborar um plano de cargos e salários baseado em competências e com regras bem definidas, que devem ser muito bem divulgadas.

— Avaliação das necessidades primordiais dos colaboradores e fornecer pacotes de benefícios que possam supri-las.

— Política de comunicação adequada, não deixando espaço para "a rádio-corredor", possibilitando que todos os funcionários estejam de acordo com a missão da empresa.


 

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/emprego/desmotivacao-no-trabalho-confira-as-dicas-para-superar-problema-6235098#ixzz2837Z0U8U

© 1996 - 2012. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Nenhum comentário:

Postar um comentário