quarta-feira, 18 de julho de 2012

Presidente da sigla, PEN, que tem como bandeira o meio ambiente, estima que bancada de deputados pode chegar a 20


Marina Silva para presidente da República, amparada por uma bancada de até 20 deputados federais encabeçada por nomes como Romário (RJ) e Fernando Francischini (PR) em um partido que ainda avalia se integra um bloco da oposição ou da base aliada. Esse é o sonho de Adilson Barroso, presidente nacional do recém-criado Partido Ecológico Nacional (PEN), fundado oficialmente em 19 de junho. Hoje, a legenda promete anunciar o resultado das negociações abertas com parlamentares de diferentes esferas do Legislativo e estados.

Ex-deputado estadual por São Paulo, antigo filiado de DEM, PTB e Prona, Adilson Barroso acusa o sotaque do interior de Minas Gerais, onde nasceu, quando pronuncia a palavra que dá o norte ideológico da legenda: “Sustentabilidade”. “Estamos voltados para a sustentabilidade em todos os setores. Sustentabilidade na indústria, na cultura e, muito importante, a sustentabilidade da cidade. Todo mundo só fala do campo, mas na cidade é muito importante”, explica, repetindo sempre que pode o termo da moda. 

Fonte: CorreioWeb

Nenhum comentário:

Postar um comentário