terça-feira, 17 de julho de 2012

GDF apura duas suspeitas de abuso sexual cometido por médicos


A Secretaria de Saúde do Distrito Federal informou nesta segunda-feira (16) que investiga o caso de dois médicos da rede pública suspeitos de cometer abuso sexual contra pacientes. A pasta informou que os processos estão em fase inicial de apuração e são de caráter sigiloso.
O prazo para a conclusão das investigações é de 140 dias. A secretaria também informou que a corregedoria tomou conhecimento de outros casos que estão sendo alvo de inquérito da Polícia Civil do DF.

Segundo a pasta, serão colhidas informações junto à polícia para que um procedimento disciplinar administrativo seja instaurado. A Divisão de Comunicação da Polícia Civil afirmou ao G1 que as investigações estão em andamento, mas que a polícia não vai se manifestar.
Segundo a Secretaria de Saúde, caso seja confirmada a responsabilidade dos médicos nos casos de abuso sexual, eles serão punidos, podendo ser demitidos do serviço público. O Conselho Regional de Medicina informou que vai apurar os casos.
Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário