sábado, 2 de junho de 2012

Após nova baixa de juros, BRB tem as menores taxas do mercado


Em cumprimento à orientação do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, o Banco de Brasília (BRB) reduziu suas principais taxas de juros. A medida beneficia, principalmente, servidores públicos que terão melhores condições para contrair empréstimos consignados: o menor percentual descontado em folha agora é de 0,74% ao mês. A linha de crédito consignado, antes exclusiva para os funcionários do GDF pagos pelo banco, agora também está disponível aos servidores da União: 130 mil já recebem seus salários pelo BRB.

"Estamos seguindo uma tendência do governo federal. É uma questão de sobrevivência manter e atrair mais clientes. Mas o BRB oferecerá taxas imbatíveis", garante o governador Agnelo Queiroz, que solicitou, há cerca de 20 dias, a elaboração de estudos técnicos para viabilizar a redução de juros do banco. Desta forma, o BRB, que já vinha praticando baixa de juros desde o ano passado, empenhou-se para reduzir ainda mais os percentuais cobrados dos clientes.

"Fomos o primeiro banco brasileiro a cumprir a orientação do governo federal para reduzir os juros. Esse movimento é saudável e beneficia, diretamente, o cliente", destaca o presidente do banco, Jacques Pena. "O servidor público será o principal beneficiado. Temos 500 mil correntistas que são funcionários públicos", completa.

Confira, abaixo, as taxas que tiveram redução:


Produto
Taxa
1) Consignado BRB Serv
a partir de 0,74% a.m
2) BRB Parcelado
a partir de 1,85% a.m
3) Credmoradia Consignado SFH (imóvel até R$ 500 mil)
a partir de 7,85% a.a + TR
4) Credmoradia Déb. Em conta SFH (imóvel até R$ 500 mil)
a partir de 7,89% a.a + TR
5) Financiamento Imobiliário (imóvel sup. R$ 500 mil)
a partir de 10,33% a.a + TR

Servidores Federais
Produto
Taxa
6) Consignado BRB Serv
a partir de 0,74% a.m
7) BRB Parcelado
a partir de 1,85% a.m
8) Credmoradia Consignado SFH (imóvel até R$ 500 mil)
a partir de 7,85% a.a + TR
9) Credmoradia Déb. Em conta SFH (imóvel até R$ 500 mil)
a partir de 7,89% a.a + TR
10) Financiamento Imobiliário (imóvel sup. R$ 500 mil)
a partir de 10,33% a.a + TR

Produto
Taxa
11) Aquisição SFH - Até R$ 150 mil
a partir de 8,75% a.a + TR
12) Aquisição SFH - De R$ 150 mil a R$ 500 mil
a partir de 9,65% a.a + TR
13) Financiamento Imobiliário (imóvel sup. R$ 500 mil)
a partir de 10,95% a.a + TR

Pessoa Jurídica
Produto
Taxa
14) Financiamento Imobiliário - Qualquer valor
a partir de 11,10% a.a + TR


Fonte: Agência Brasília

Nenhum comentário:

Postar um comentário