segunda-feira, 7 de maio de 2012

Direitos Humanos discute preconceito contra negros, índios e ciganos

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias realiza nesta terça-feira (8), às 9 horas, debate sobre os entraves e as soluções para as questões étnico-raciais no Brasil, em especial dos negros, índios e ciganos. A audiência ocorrerá no Auditório Nereu Ramos.
O deputado Domingos Dutra (PT-MA), que sugeriu a audiência, diz que a comissão recebe com frequência denúncias de discriminação e de violência contra esses segmentos. “No Brasil, a pobreza tem cor e gênero. Os indígenas têm suas terras invadidas e muitas ainda não demarcadas, e os ciganos têm dificuldade até de ter registro civil, um direito básico”, afirma.
Foram convidados:
- a ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Luiza
Bairros;
- o presidente da Frente Parlamentar de Igualdade Racial, deputado Luiz Alberto (PT-BA);
- a presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Marta Azevedo;
- o presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Celso Lisboa de Lacerda;
- a representante da Coordenação do Movimento Negro Unificado, Jacira da Silva;
- a representante da Coordenação da União de Negros pela Igualdade (Unegro – DF), Santa Alves;
- a representante da Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (Conaq), Evane Lopes Dias Silva;
- a representante da Articulação de Mulheres Negras Brasileiras (AMNB), Maria Conceição Lopes Fontoura;
- a presidente da Fundação Santa Sara Kali, entidade de ciganos, Mirian Stanescon Batuli de Siqueira;
- e representantes da Coordenação da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil;
- da Organização Internacional do Trabalho no Brasil (OIT); e
- da Coordenação Nacional do Conselho Indigenista Missionário.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário